Ações

Carwaretame

De Atlas Digital da América Lusa

(Redirecionado de Carwaretame (sem nome no MBU))

Coleção Levy Pereira

Carwaretame

Rio sem nome no MBU, com foz a leste e próxima ao estuário do 'Salina Grande', e com a 'Cleyne Salias' na sua nascente.


Natureza: rio.


Mapa: MARITIMA BRASILIÆ UNIVERSÆ.


Capitania: Rio Grande.


Nomes históricos: Caru-Aretuma, Carwaretame; Carwaratama; Caru-Bretuma; carauratamar.


Nome atual: possivelmente o Rio Tubarão, que banha o povoado de Diogo Lopes, Macau-RN.

  • O historiador Olavo Medeiros Filho identifica-o como o Rio Barra do Fernandes.

Citações:

►Mapa CE (IAHGP-Vingboons, 1640) #53 CAPITANIA DO ZIERA, plotado, sem nome, correndo do leste para oeste, com a 'ClԐynԐ Salinas' na sua m.e. e foz a leste e próxima ao estuário do 'Salinas Gran∂Ԑ' (Rio Açu).


(Prevost, 1757), pg. 242:

"Figueredo compte, d'Omarco à Guamaraé, quinze lieues d'une Côte basse, entremêlée de quelques Collines de sable, derriere lesquelles on découvre sort loin, dans le Continent, de hautes Montagnes que les Indiens, nomment Buturuna. Les Hollandois placent Guamaré par les 4 degrés 45 minutes de Latitude Australe.

A peu de distance de Guamaré, la Côte , suivant Figueredo, se dérobbe, pour former une Baie, dont les rives sont fort marécageuses & couvertes de Mangliers. Là sont les célébrés Salines, qui portent le nom de Guamaré, & d'où l'on tire en abondance un sel d'une extrême blancheur, qui s'y forme naturellement. Les Hollandois observent que c'est un Fleuve, qui se nomme Caru-Bretuma, ou Rio de Salinas, & qu'il est à trois lieues de Guamaré vers l'Ouest.".


(Câmara Cascudo, 1956):

@ pg. 271:

"Há aí um rio que dizem ser Rio de Salinas ou Caru-Aretuma, três léguas de Guamaré. A seguir é a baía de Maretuba ...".

@ pg. 274-275:

"A salina-grande ou Carwaratama, fica a cinco ou seis léguas da "Casa-do-Deserto". Carwaratama seria a salina do Guamoré (80). Cabe-lhe entretanto maior direito a ser as margens do Rio Salgado ou das Salinas (Município de Macau) porque Johannes de Laet o identifica perfeitamente: — Caru-Aretuma ou Rio de Salinas, et quelle est distante de Guamaré trois lieues vers l'Ouest, afastando a localização em Guamaré.

...

(80) No LIVRO QUE DÁ REZÃO DE ESTADO DO BRASIL identifica-se a salina de Guamaré com a de CARAURATAMAR; não há cousa de proveito mais que as salinas que dizem de guamaré ou carauratamar, que são de importância a respeito do muito sal que podem, nelas carregar-se, como na arraia das Índias de Castela.".


(Medeiros, 1998), O LITORAL POTIGUAR EM 1628, SEGUNDO GASPAR PARAUPABA E OUTROS INDÍGENAS, pg. 16-19:

"Aos 20 de março de 1628, cinco indígenas brasileiros compareceram perante o notário Kilian van Renselaer, com a finalidade de prestarem informações detalhadas da costa nordestina brasileira, aos seus amigos neerlandeses. No tocante ao litoral da Capitania do Rio Grande, aqueles silvícolas assim o descreveram (1):

...

'Carwaretame, rio navegável, pouca água fresca; uma salina que produz sempre sal. A 3 léguas de Guamare.'

Tratava-se do rio, hoje conhecido por Barra do Fernandes.

'Barytuba, pequeno rio d'água salgada a meia légua de Carwaretame.'

O Barytuba, ou Marytupa, tomou posteriormente a denominação de rio Madeira, ou Arrombado. Era um dos cinco braços do rio Açu, à altura da sua barra. Dista umas 5 léguas de Carwaretama.

'Guararug, rio para navios, sem habitantes, a uma meia-jornada de marcha de Barituba. Os tapuias habitam as florestas do interior.'

O Guararug corresponde ao terceiro braço do rio Açu, o rio Amargoso, ou Salgado. O rio Açu era chamado pelos tapuias de Otschunogh. Ali moravam os terríveis janduís, aliados dos neerlandeses.

'Ugequageguarin, um pequeno rio, sem habitantes, a uma meia légua de Guararug.'

Corresponde a um outro braço do rio Açu, o atual rio dos Cavalos.

...

Os cinco indígenas autores dessas informações, chamavam-se: Gaspar Paraoupaba, do Ceará, 50 anos; Andreus Francisco, também do Ceará, 32 anos; Píeter Poty, Antony Francisco e Lauys Caspar, todos eles moradores em Baia da Traição, na Paraíba.

(1) GERRITSZ, Hessel • Jornaux et Nouvelles, etc., pp. 171-173.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Carwaretame". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Carwaretame. Data de acesso: 12 de novembro de 2019.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página