Ações

Cunhaçima

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


Cunhaçima

Riacho afluente m.d. do 'Potĩjĩ ou Rio grande' (Rio Potengi-Rio Grande).


Natureza: riacho.


Mapa: PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE.


Capitania: RIO GRANDE.


Nome atual: Rio das Quintas.


Nomes históricos: Cunhacima; Cunhaçima; Cunhaçimá; Cunhãcima; Cunhãcimá; Coemassu; Cuhemaçu; Coemaçu; Conhaçu; Rio de Pedro da Novoa.

Citações:

(Câmara Cascudo, 1956), pg. 246-247:

"Cunhacima, riacho a seguir, Cunhaçimá segundo a "Descrição' de Pernambuco em 1746", que entra perto do lugar que lhe chamam as Quintas. É o riacho das Quintas, o Coemaçu das datas setecentistas. "Na parage chamada a Quinta pegando o rio Cuhemaçu a que também chamavam de Rio de Pedro de Novoa," alusão a Pedro Gonçalves de Novoa, velho sesmeiro dos arredores do Natal, reza uma sesmaria.".

(Câmara Cascudo, 1968), pg. 83:

"COEMAÇÚ: — Riacho no município de Natal, o RIO DAS QUINTAS, nos arredores da cidade. De coema-açu, dia grande, hora do sol alto. Alt. Cunhãcima, Cunhãcimá, Conhaçu.".

(Medeiros, 1998), "Keysers Croon, uma vila holandesa no bairro do Bom Pastor":

@ pg. 91:

"George MARCGRAVE, notável cientista alemão que esteve no Nordeste, a serviço da Companhia das Índias Ocidentais, realizou um estudo cartográfico focalizando a Capitania do Rio Grande. Tal trabalho, elaborado no ano de 1643 e incluído no livro de BARLÉU, ...

Naquele mapa de Marcgrave, deparamo-nos com o riacho Cunhaçima, afluente do Potengi pela sua margem direita. Tal riacho corresponde ao nosso conhecido riacho da Quintas, cuja nascente fica localizada nas vizinhanças da rua dos Paiatís, no bairro da Quintas.

No estudo holandês figura um monte sob a designação de ROODE BERG (Monte Vermelho), o mesmo monte dos Barreiros da atualidade, já muito desbastado por anos de extração de barro, ali desenvolvida.

Acompanhando o Potengi pela sua margem direita, o mapa de Marcgrave indica um certo caminho proveniente da Cidade do Natal, o qual demandava as ribeiras do Jundiaí e Pitimbú. Tal caminho cruzava o Cunhaçima, relativamente próximo à sua nascente; em seguida, passava por dentro de Keysers Croon, prosseguindo em direção a Roode Berg.

Através da análise procedida no mapa flamengo, verificamos que aquele caminho, de 1643, coincide com a atual rodovia que une Natal a Macaíba. O trecho entre Cunhaçima e Roode Berg equivale à atual rua Napoleão Laureano. Tais pontos mencionados distanciam-se apenas 1,8 km entre si.

@ pg. 92, há uma fotografia antiga desse rio, com a legenda:

"O antigo CUNHAÇIMA, hoje chamado do Riacho das Quintas, em Natal, cortava o caminho já existente à época do domínio holandês. Tal caminho corresponde ao trecho ocupado pela atual rua Dr. Napoleão Laureano.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Cunhaçima". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Cunha%C3%A7ima. Data de acesso: 18 de setembro de 2019.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página