Ações

F Prins Willem aen R. dos Affagodos (m.)

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


F Prins Willem aen R. dos Affagodos (m.)

'F. Affogado' no MBU.

Forte na m.d. do 'Rio dos Afagodos (n.)' (Rio dos Afogados).

Assinalado com a letra d no BQPPB.


Natureza: fortaleza.


Mapa: PRÆFECTURÆ PARANAMBUCÆ PARS BOREALIS, una cum PRÆFECTURA de ITÂMARACÂ.


Capitania: PARANAMBVCA.


Nomes históricos: F Prins Willem aen R. dos Affagodos, Forte dos Afogados; ƒort ∂ԑ Ԑƒƒoga∂os (Ԑƒaga∂o), Forte Príncipe Guilherme (Príncipe Willem, Prins Willem); Castrû Principis Guilielmi; Forte de Piranga.

  • Construído pelos neerlandeses, designação homenageando a Willem van Oranje, também conhecido como o Guilherme, o Taciturno (Willem de Zwijger), Príncipe de Orange, Conde de Nassau (Guilherme IX de Nassau).


Nome atual: este forte está destruído e sua área foi reocupada.

Provavelmente situado no prolongamento da Rua Imperial na m.d. do Rio Afogados, no bairro de Afogados, na cidade do Recife-PE.

Citações:

►Mapa PE-C (IAHGP-Vingboons, 1640) #40 CAPITANIA DE PHARNAMBOCQVE, plotado com o símbolo, sem nome, na m.d. do 'Rº. ∂os Ԑƒƒoga∂os'.

►Mapa IT (IAHGP-Vingboons, 1640) #43 CAPITANIA DE I. TAMARICA, plotado com o símbolo, 'Ԑƒaga∂o', na m.d. do 'Rº. ∂os Ԑƒƒoga∂os'.

(Barléu, 1647):

@ prancha #40 MAVRITIOPOLIS RECIFFA ET CIRCUM IACENTIA CASTRA, plotado como «Castrû Principis Guilielmi.», na m.d. do «FL. Afogadoru.».

►Mapa PC (Golijath, 1648) "Perfecte Caerte der gelegentheyt van Olinda de Pharnambuco MAURITS-STADT ende t RECIFFO", desenhado, « 't Fort de Ԑfogados genaemt Prins Willem», na m.d. do 'Rio dos Eƒƒogados'.

►Mapa ASB (Golijath, 1648) "Afbeeldinge van drie Steden in Brasil", marcado com a letra V, «V: 't ƒort ∂ԑ Ԑƒƒoga∂os gԑnaԑmt Prins Willem» na legenda, na cidade marcada com a letra A, «A: De Sta∂t Mauritia, op ´t Ԑilant van Antonÿ Vaz».

(Nassau-Siegen; Dussen; Keullen - 1638), pg. 116-117:

"Depois do Cabo Santo Agostinho, segue-se o Recife de Olinda com os seus fortes.

O primeiro deles é o Príncipe Willem, situado nos Afogados. E um forte de quatro pontas com quatro baluartes, e está muito bem colocado, porque nos assegura o caminho da Várzea e de toda a terra, e defende a passagem da ilha de Antônio Vaz para os Afogados. Está situado em uma planície e na sua parte mais elevada, dominando assim o campo até onde o canhão pode alcançar. Para o lado do noroeste tem fossos fundos; ao sudeste porém, os fossos não são fundos, e o solo é mais alto, pelo que o inimigo pode aproximar-se por meio de aproches. É necessário que este forte seja cercado de uma contra-escarpa, pois não sendo assim, faltar-lhe-á fortaleza. É construído de uma terra singular, que, de verão, quando seca, é tão dura como pedra, e de inverno, quando chove, é mole como argamassa, sulcando-a as águas de modo que é necessário grande dispêndio para repará-la e conservá-la.".

(Dussen, 1640), pg. 202:

"Segue-se o forte PrinsWillem, nos Afogados, que é um belo forte quadrangular, com muralhas altas e bem feitas, com uma forte estacada em volta e um fosso largo e profundo. Está situado no caminho pelo qual se vai para a Várzea do Capibaribe e para o interior do país. Neste forte estão 8 peças de bronze, 2 de 24 lb, 2 de 18 lb, 2 de 12 lb e 2 peças forjadas de 3 lb e uma de ferro de 6 lb. .".

(Pereira da Costa, 1951), Volume 2, Ano 1631, pg. 572:

"JULHO 1 — Ataque do posto dos Afogados por um forte contingente holandês, mas, convenientemente fortificado e guarnecido, e sob o comando do valente Francisco Gomes de Melo, foi o inimigo repelido, recolhendo-se ao Recife, de onde havia partido. Novas sortidas faz ainda o inimigo, mas infrutíferas, até que, na madrugada de 18 de março de 1633, em violento ataque, consegue tomar a importante posição, ficando assim com uma fácil comunicação com o interior do país.

Para garantia da tão disputada situação, trataram logo os holandeses de construir uma fortificação, sob o plano e direção do general Lourenço van Renbach, o que se fez com as maiores dificuldades, no meio de um terreno pantanoso, à margem direita do rio, e terminada a qual, e guarnecida com doze canhões, recebeu o nome de Príncipe Guilherme, em honra do príncipe de Orange.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "F Prins Willem aen R. dos Affagodos (m.)". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/F_Prins_Willem_aen_R._dos_Affagodos_(m.). Data de acesso: 11 de dezembro de 2019.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página