Ações

Itapécima (casa)

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


Itapécima

Casa na margem oeste do canal da 'I. Itâmaracâ' (Ilha de Itamaracá).


Natureza: casa.


Mapa: PRÆFECTURÆ PARANAMBUCÆ PARS BOREALIS, una cum PRÆFECTURA de ITÂMARACÂ.


Capitania: ITÂMARACÂ.


Nomes históricos: Itapécima (Tapessima, Tapassima, Itapemcima, Itapencima, Itapicima); T fort Tapaʃima.


Nome atual: cidade de Itapissuma-PE.

  • Passo de Tapecima, passo de açúcar, núcleo histórico da cidade.

Citações:

►Mapa (HET EYLANT I. TAMMARICA, 1648), plotado como forte, assinalado com a letra E, 'E - T fort Tapaʃima'.

►Mapa IT (Orazi, 1698) PROVINCIA DI ITAMARACÁ, plotada sem símbolo, posição imprecisa, 'Itapemcima'.

►Mapa PE (Orazi, 1698) PROVINCIA DI PERNAMBVCO, plotada, 'Itapencima'.

(Nassau-Siegen; Dussen; Keullen - 1638):

@ pg. 121, discorrendo sobre fortificações, cita o passo:

"FORTIFICAÇÔES

De Itamaracá

A pequena cidade Schkoppe ...

No extremo norte da pequena cidade, na entrada do passo de Tapessima, há um redutozinho que serve de guarda avançada, e não é grande defesa. ".

@ pg. 128, da passagem onde esse passo está na margem oeste do canal:

"Lista de contratos arrematados, imposições de diversas passagens, passos, pescarias, abate de gado, balança, vinho e outras bebidas, gêneros secos, dízimos, miuças etc., que são arrematados no Brasil por tempo de doze meses e o foram por prazo maior ou menor, mas aqui reduzidos a doze meses:

...

A passagem no passo de Tapassima em Itamaracá - 240 florins.".

  • Nota: Passagem, ou seja, o transporte de mercadorias e pessoas por barco, mediante pagamento de uma tarifa, era concessão do governo da prefeitura que o cedia contratualmente, pelo período de 12 meses, a um empreendedor pelo valor acima citado.

(Câmara Cascudo, 1956), pg. 185:

"Na ilha de Itamaracá, com o Forte de Orange (Zuyder gadt), Barleu não menciona o canal de Itapissuma que a separa do continente.".

  • Nota: O canal está desenhado no BQPPB.

(Melo, 1931), pg. 203:

"ITAPESSUMA — (Pov. no Mun. de Igarassu) — Ant. itapicima, c. itápeçim, pedra de superfície lisa, laje, lousa — A. C..".

(Pereira da Costa, 1951), Volume 2, Ano 1597:

@ pg. 109:

"Passos de açúcar, como escreve Fr. Vicente do Salvador (História do Brasil, 1627), são umas lójeas grandes onde se recolhem os caixões até se embarcarem nos navios. O passo, portanto, era um armazém de depósito de gêneros coloniais. ".

@ pg. 112:

"Passo de Itapissuma. Ficava no litoral, junto ao canal da ilha de Itamaracá, e de construção anterior a 1630.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Itapécima (casa)". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Itap%C3%A9cima_(casa). Data de acesso: 9 de abril de 2020.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página