Ações

Itinga (rio afluente do 'Çobauna' - Rio Sumaúma)

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


Itinga

Itĩnga

Rio afluente m.e. do 'Çobauna' (Rio Sumaúma).


Natureza: rio.


Mapa: PRÆFECTURÆ PARANAMBUCÆ PARS MERIDIONALIS.


Capitania: PARANAMBVCA.


Nomes históricos: Itinga; Itĩnga; Rº. Outinga.


Nomes atuais:

  • Rio da Estiva, no baixo curso;
  • Rio Sumaúma Mirim, no alto curso.


Nota:

Concluí-se que há erro de mapeamento do 'Itinga' - 'Itĩnga' no BQPPB, ao desenhar um só rio para representa-lo. A solução para identificá-lo adotada é a acima exposta - adotar dois segmentos de rio distintos, ambos afluentes diretos do Rio Sumaúma.

Argumentos:

1) Os rios 'Itĩnga' e 'Çobauna' são desenhados no BQPPB unindo-se um pouco antes da foz na 'Paraĩgèra ou Algoa de Sal' (Lagoa Manguaba), próximo a 'N S. da Conçeiçaon' (cidade de Marechal Deodoro-AL) - o rio afluente m.e. do Rio Sumauma que faz isso é o Rio da Estiva, com 7,6 Km de extensão;

2) O rio 'Itĩnga' - 'Itinga' está cortado pelos caminhos:

  • [N S. d'Aiuda @ N S. ᵭ Ro∫airo], ou seja, o caminho ligando a região próxima à cidade Anadia-AL, ao engenho Nossa Senhora do Rosário, na m.d. do 'Pariba' (Rio Paraíba), e
  • [Nuanhû @ N S. ᵭ Ro∫airo], ou seja, o caminho ligando a povoação de Nossa Senhora da Ajuda, atual cidade de São Miguel dos Campos-AL, ao engenho Nossa Senhora do Rosário, na m.d. do 'Paraiba' (Rio Paraíba).

Não há possibilidade desses dois caminhos situarem-se conforme desenhados no BQPPB, pois nem os caminhos atuais o fazem cortando o Riacho da Estiva, que não tem extensão suficiente para isso.

3) O 'Itĩnga' - 'Itinga' cortado por este dois caminhos não é o Riacho da Estiva, então deve ser outro - a conclusão é que esse outro rio é o atual Rio Sumaúma Mirim, que se adéqua muito bem à situação.


Citações:

►Mapa BRASILIA (IAHGP-Vingboons, 1640) #38 CAERTE VAN BRASILIA, plotado, sem nome, primeiro rio ao sudeste de 'Dorp' (povoação 'N S. da Conçeiçaon' no BQPPB, atual cidade Marechal Deodoro-AL), foz na 'Alagoa ∂Ԑ Zuy∂t' (Lagoa Manguaba).

►Mapa PE-M (IAHGP-Vingboons, 1640) #39 CAPITANIA DO PHARNAMBOCQVE, plotado, 'Rº. Outinga.', afluente m.e. 'Rº. Subauna.' (Rio Sumaúma).

►Mapa Y-25 (4.VEL Y, 1643-1649) De Cust van Brazil tusschen Rio Vassabara ende Rio St. Antonij Mimijn, plotado, sem nome, primeiro rio desaguando na grande lagoa ao sul da lagoa formada pelo 'Rº Allegoas:'.

(Margrave, 1640), ITINERÁRIO, pg. 202, registra que os caminhos:

- Do 'Rio de Pero Cabreiro', que tem 'Boa água potável e pasto para os cavalos', até o 'Rio Cubaúna, Rio Itinga, Povoação da Alagoa del Sul', que 'Passam-se ambos sucessivamente. Passa-se por uma ponte e chega-se logo à povoação.', percorre-se em 2 1/2 h de viagem.

(Walbeek & Moucheron, 1643), pg. 124 :

"Toda a região nomeada estende-se da lagoa para o sul até o rio Itinga, e, como a que fica ao oriente da povoação, é também própria para criação de gado e plantações de mandioca. As terras que ficam próximas ou à vista da lagoa são as melhores, excetuadas aquelas onde existem os engenhos; em geral as do lado meridional da lagoa do Sul são superiores às do lado setentrional.".

(Câmara Cascudo, 1956):

@ pg. 164:

"Na Alagoa do Sul se despejam quatro rios: o Paraíba, ao norte, o Itinga com a barra comum ao Çobauna, e este o de mais longo curso, e o pequenino Rio de Pero Cabreiro. ".

@ pg. 169-170:

"O Caminho, de Camarão era a trilha seguida pelo indígena norte rio grandense, dom Antônio Felipe Camarão, do gentio potiguar, com suas tropas, em sucessivas jornadas guerreiras, para assaltos inopinados e felizes. Esse Caminho, passando quase pelos extremos do Piassabuçu, do Piauí, do Cururuí (Cururipe), Giquiá (ou Jequiá), Urubutinga, alto S. Miguel, atravessava os campos férteis do Nhuanhu (Inhauns) onde se voltava para o sul, cortando o Potimiri, o Potiguaçu, o Súbaúna, o Itinga, o Salgado, passando pela povoaçao de Nossa Senhora do Rosário onde uma variante o levava à de Sant'Amaro, baixando para "Velho", atual cidade do Pilar, engenho de Gabriel Soares da Cunha, primeiro Alcaide Mor de Madalena (Alagoas) quando, agosto de 1633, os holandeses atacaram e que pertencia então a Domingos Rodrigues de Azevedo.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Itinga (rio afluente do 'Çobauna' - Rio Sumaúma)". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Itinga_(rio_afluente_do_%27%C3%87obauna%27_-_Rio_Suma%C3%BAma). Data de acesso: 5 de abril de 2020.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página