Ações

Iuna (rio)

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


Iuna

Riacho afluente m.e. do 'Paraiba' (Rio Paraíba).


Natureza: rio.


Mapa: PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE.


Capitania: PARAIBA.


Nome atual: Riacho Una.


Nomes históricos: Iuna (Huna).

Citações:

►Mapa PB (IAHGP-Vingboons, 1640) #49 CAPITANIA DE PARAYBA, plotado como 'Rº. Huna', afluente m.e. do 'Rº Parayba' - 'R. Pharayba.'.

►Mapa PB (Orazi, 1698) PROVINCIA DI PARAIBA, plotado sem nome, afluente m.e. do 'R. Paraiba'.

(Barléu, 1647), relatando a entrada de Elias Herckmann pelos desertos da Copaoba:

@ pg. 222-223:

"Colhidas estas informações, providenciadas todas as cousas necessárias para a viagem - soldados, índios, mantimentos, petrechos bélicos que bastassem para uma derrota sem estorvos, partiram Herckmann e sua comitiva da vila Frederica na Paraíba em demanda da povoação do Tiberí e daí ao rio Tenhaha (289). Chegaram a engenhos, cujos senhores eram ora hospitaleiros e afáveis, ora esquivos e rabugentos. Depois foram ter a Pacatiba (290), onde existem as criações de gado e os canaviais de Ventura Mendes.".

@ pg. 392, NOTAS DO TRADUTOR, Mário G. Ferri:

"(289) No texto: "Hinc ad fluvium Tenhaham profeeti", (p. 211). Será o mesmo que Sanhauá? O tradutor holandês, reportando-se à carta da Paraíba que figura nesta obra, verte-o por Iuna: "... vandaar naar den Rio Iuna". (p. 279).

(290) No texto: "inde in Pacatonuam venere" (p. 211). A tradução holandesa identifica acertadamente este nome com Pacatiba (Veja-se a carta) .".

  • Nota: A referência Tenhaha = Tenhaham = 'Iuna' pode não ser verdadeira - observa-se pelo caminho plotado no BQPPB que há o rio 'Itanhac', afluente do 'Iuna', que, após vadeá-lo, alcança-se o 'Pacatĩba'.

(Câmara Cascudo, 1956), pg. 220:

"Pela esquerda o Paraíba tem o Iuna (Una) com os sub-afluentes, Pacatiba, com um curral ao lado e, entre dois outros, o lugar Boarcai Mendes (Buarque Mendes?), e finalmente o rio Itanhac.

Nas margens do Una moem os velhos engenhos tradicionais, o Santa Luzia, de João de Souto, o Sant'Iago, o São Francisco, junto da lagoa Ipoxi, o São Gonçalo, movido a bois, pertencente a Antônio Pinto de Mendonça, e que o SOMMIER DISCOURS dizia ser duplo, eem dobbelen ossenmole.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Iuna (rio)". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Iuna_(rio). Data de acesso: 25 de maio de 2020.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página