Ações

Nova de Estremoz do Norte

De Atlas Digital da América Lusa

Nova de Estremoz do Norte

Geometria Ponto

Histórico

Denominação Início Término
Aldeia de São Miguel de Guagiru
Populacao > Aldeia
antes de 1760 1760
Nova de Estremoz do Norte
Populacao > Vila
1760 1808

A Vila Nova de Estremoz do Norte foi elevada a vila em 1760, sendo o primeiro povoado jesuítico a ser enquadrado na carta régia de 1759 que abolia a Companhia de Jesus e retirava do encargo religioso os domínios das povoações.[1] Antes de tornar-se vila, chamava-se aldeia de São Miguel de Guagiru e tinha abundância em cultivo e população. O responsável pela elevação foi o desembargador Bernardo Coelho da Gama Casco que também realizou outras elevações na Capitania do Rio Grande do Norte e na Capitania do Siará.[2] No Arquivo Histórico Ultramarino, a primeira referência feita à Vila Nova de Estremoz do Norte é de 1772 e se trata de um requerimento ao rei D. José realizado pelo vigário da igreja matriz da vila.[3]


Referências

  1. SANTOS, F. L. Da catequese à civilização: colonização e povos indígenas na Bahia (1750-1800). 2012. Tese (Doutorado em História Social) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia, Salvador. 2012. p. 28
  2. CASCUDO, L. C.. História do Rio Grande do Norte. Rio de Janeiro: Ministério Educação e Cultura, 1955. 524 p.
  3. AHU-D.452.



Citação deste verbete
Autor do verbete: Vinicius Maluly
Como citar: MALULY, Vinicius. "Nova de Estremoz do Norte". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Nova_de_Estremoz_do_Norte. Data de acesso: 19 de dezembro de 2018.



Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)

Informar erro nesta página