Ações

Santo Antônio de Alcântara

De Atlas Digital da América Lusa

Santo Antônio de Alcântara

Geometria Ponto

Histórico

Denominação Início Término
Alcântara
Populacao > Aldeia
1612 1622
Alcântara
Populacao > Freguesia
Populacao > Vila e Cabeça de capitania
1622 1648
Santo Antônio de Alcântara
Populacao > Vila
1648 1808

Alcântara teve suas origens na aldeia de Tapuitapera, composta pelos índios Tupinambás. [1] Após a expulsão dos franceses das terras maranhenses, instaurou-se o aparato português na antiga aldeia de Tapuitapera. Rebatizou-se a aldeia como freguesia de S. Matias de Tapuitapera, sendo criada em 1622. [2] Instituiu-se, em 1648, a câmara municipal de Tapuitapera e elevou-se a vila recebendo o nome de Vila de Santo Antônio de Alcântara, passando a ser capital da capitania do Cumã, até a reincorporação desta à capitania do Maranhão. [3] No arquivo histórico ultramarino há referência à aldeia de Tapuitapera desde 1616 [4]e à Vila de Santo Antônio de Alcântara desde 1684.[5]


Referências

  1. LOPES, Antônio. Alcântara: subsídios para a história da cidade. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Cultura, 1957. p. 22-23.
  2. LOPES, Antônio. Ibid., p. 64.
  3. LOPES, Antônio. Ibid., p. 175-176.
  4. AHU-Maranhão. D.8
  5. AHU-Maranhão. D.702



Citação deste verbete
Autor do verbete: Vinicius Maluly
Como citar: MALULY, Vinicius. "Santo Antônio de Alcântara". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Santo_Ant%C3%B4nio_de_Alc%C3%A2ntara. Data de acesso: 16 de dezembro de 2018.



Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)

Informar erro nesta página