Ações

Viçosa da Santa Cruz de Camutá

De Atlas Digital da América Lusa

por João Pedro Galvão Ramalho
Este site foi criado em uma Universidade Federal (UnB) e produz conteúdo de qualidade para todos (com a participação de diversos professores de outras instituições federais!).
Valorize esse patrimônio!
Diga não aos cortes!


A Vila Viçosa da Santa Cruz do Camutá foi fundada por Feliciano Coelho de Carvalho, a 24 de dezembro de 1635[1]. Apesar de a vila ter sido fundada apenas em 1635, quando Coelho de Carvalho resolve povoar a sua capitania, o início do povoamento pode ser localizado na chegada do frei Cristóvão de São José que a mando de Jerônimo de Albuquerque parte para a região com o intuito de reconhecer a catequizar os índios da região[2]. A vila é transferida de local e a povoação que ali existia antes do estabelecimento da vila permanece, porém, sua denominação mudou para Cametá-Tapera.[3] A primeira menção a Vila Viçosa da Santa Cruz do Camutá nos arquivos do Conselho Ultramarino é de 1755[4].


Referências

  1. LOUREIRO, Antônio José. Síntese da história do Amazonas. Manaus: Imprensa Oficial, 1978. p.67.
  2. FERREIRA, João Carlos Vicente. Cidades do Pará: origem e significado de seus nomes. Belém. 2003. p.50.
  3. FERREIRA, João Carlos VIcente. op.cit.
  4. AHU-Pará, D. 3610.



Citação deste verbete
Autor do verbete: João Pedro Galvão Ramalho
Como citar: GALVÃO RAMALHO, João Pedro. "Viçosa da Santa Cruz de Camutá". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Vi%C3%A7osa_da_Santa_Cruz_de_Camut%C3%A1. Data de acesso: 14 de dezembro de 2019.



Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)

Informar erro nesta página