Ações

Apetimbu

De Atlas Digital da América Lusa

(Diferença entre revisões)
 
(3 edições intermediárias de 2 usuários não apresentadas)
Linha 1: Linha 1:
[[File:colecao_levy.png|link=Coleção_Levy_Pereira|Coleção Levy Pereira]]
+
{{Levy}}
  
  
  
Apetimbu
+
====Apetimbu====
  
 +
Rio afluente [[m.e.]] do 'Piranhĩ' (Rio Pirangi).
  
  
'''Natureza:''' rio
+
'''Natureza:''' rio.
  
  
 +
'''Mapa:''' [[PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE]].
  
'''Mapa:''' [[PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE]]
 
 
 
 
'''Capitania:''' RIO GRANDE
 
 
Rio afluente m.e. do 'Piranhĩ' (Rio Pirangi).
 
  
 +
'''Capitania:''' RIO GRANDE.
  
  
 
'''Nome atual:''' rio Pitimbu.
 
'''Nome atual:''' rio Pitimbu.
 
  
  
 
'''Nomes históricos:''' Apetimbú, Putumbu, Potumbu, Potombu, Potãobu, Potimbu, Rio (do) Guaramime (Graramime).
 
'''Nomes históricos:''' Apetimbú, Putumbu, Potumbu, Potombu, Potãobu, Potimbu, Rio (do) Guaramime (Graramime).
  
====Etimologia====
 
  
Termo de origem tupi - o nome deste rio pode estar associado ao peixe petimbuaba, descrito em (Margrave, 1648) pg. 148-149, o Tabac-pejpe (Cachimbo), peixe com formato alongado, parecido com um cachimbo. Os cachimbos no século XVII não tinham fornilhos, eram tubulares ou em forma de cone. Petim, em tupi, designa o tabaco.
+
'''Etimologia:'''
  
====Citações====
+
Termo de origem tupi - o nome deste rio pode estar associado ao peixe petimbuaba, descrito em [[(Margrave, 1648)]], pg. 148-149, o Tabac-pejpe (Cachimbo), peixe com formato alongado, parecido com um cachimbo. Os cachimbos no século XVII não tinham fornilhos, eram tubulares ou em forma de cone. ''Petim'', em tupi, designa o tabaco.
  
►Mapa RG (IAHGP-Vingboons, 1640) #51 CAPITANIA DE RIO GRANDE, plotado como rio, 'R. Puttunbŭ', afluente m.e. do 'Rº Pirangÿ'-'Rº. Pirangy'.
+
====Citações:====
  
([[Câmara Cascudo]], 1956), pg. 242-243:
+
►Mapa RG [[(IAHGP-Vingboons, 1640)]] #51 CAPITANIA DE RIO GRANDE, plotado como rio, 'R. Puttunbŭ', afluente m.e. do 'Rº Pirangÿ'-'Rº. Pirangy'.
 +
 
 +
[[(Câmara Cascudo, 1956)]], pg. 242-243:
  
 
"... à boca do rio Pirangi. Marcgrave anota três afluentes. À esquerda o Apetimbu (Pitimbu) ...
 
"... à boca do rio Pirangi. Marcgrave anota três afluentes. À esquerda o Apetimbu (Pitimbu) ...
Linha 41: Linha 37:
 
Outro nome colonial do Pitimbú era Guaramime.".
 
Outro nome colonial do Pitimbú era Guaramime.".
  
([[Câmara Cascudo]], 1968):
+
►[[(Câmara Cascudo, 1968)]]:
  
 
@ pg. 88:
 
@ pg. 88:
  
"GRARAMIME: — Primitivo nome do Rio Pitimbu. De guará-mã-me, no bando dos guarás. Ibidídeos.".
+
"GRARAMIME: — Primitivo nome do Rio Pitimbu. De ''guará-mã-me'', no bando dos guarás. Ibidídeos.".
  
 
@ pg. 116:
 
@ pg. 116:
  
"PITIMBU: — Rio em Macaíba e Natal. Povoação no município de Natal. Nos antigos documentos do Séc. XVII encontra-se Putumbu, Potumbu, Potombu, Potãobu e jamais Pitimbu. Não virá, evidentemente, de petimbú, água ou nascente do fumo, tabaco, rio do fumo, e sim de potim-bu, água, nascente, rio, manadouro do camarão. As grafias anteriores mostram invariàvelmente o radical poti, camarão, e nunca petim ou piti, tabaco, fumo. O topônimo acusa alteração através de cópias ao correr dos finais do Séc. XVIII. As "datas" concedidas em 6-1-1605 e 23-7-1606 citam o POTIMBU como sendo Rio Guaramime e Rio do Guaramime, nome desaparecido.".
+
"PITIMBU: — Rio em Macaíba e Natal. Povoação no município de Natal. Nos antigos documentos do Séc. XVII encontra-se Putumbu, Potumbu, Potombu, Potãobu e jamais Pitimbu. Não virá, evidentemente, de ''petimbú'', água ou nascente do fumo, tabaco, rio do fumo, e sim de ''potim-bu'', água, nascente, rio, manadouro do camarão. As grafias anteriores mostram invariàvelmente o radical poti, camarão, e nunca petim ou piti, tabaco, fumo. O topônimo acusa alteração através de cópias ao correr dos finais do Séc. XVIII. As "datas" concedidas em 6-1-1605 e 23-7-1606 citam o POTIMBU como sendo Rio Guaramime e Rio do Guaramime, nome desaparecido.".
 +
 
 +
 
 +
{{Citar|nome=Levy|sobrenome=Pereira}}
  
 +
{{Ref|nome=Levy|sobrenome=Pereira}}
  
{{citacao1}} Levy Pereira{{citacao2}} PEREIRA, Levy {{citacao3}}
+
[[Category: Coleção Levy Pereira]]

Edição atual tal como 19h54min de 5 de janeiro de 2015

Coleção Levy Pereira


[editar] Apetimbu

Rio afluente m.e. do 'Piranhĩ' (Rio Pirangi).


Natureza: rio.


Mapa: PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE.


Capitania: RIO GRANDE.


Nome atual: rio Pitimbu.


Nomes históricos: Apetimbú, Putumbu, Potumbu, Potombu, Potãobu, Potimbu, Rio (do) Guaramime (Graramime).


Etimologia:

Termo de origem tupi - o nome deste rio pode estar associado ao peixe petimbuaba, descrito em (Margrave, 1648), pg. 148-149, o Tabac-pejpe (Cachimbo), peixe com formato alongado, parecido com um cachimbo. Os cachimbos no século XVII não tinham fornilhos, eram tubulares ou em forma de cone. Petim, em tupi, designa o tabaco.

[editar] Citações:

►Mapa RG (IAHGP-Vingboons, 1640) #51 CAPITANIA DE RIO GRANDE, plotado como rio, 'R. Puttunbŭ', afluente m.e. do 'Rº Pirangÿ'-'Rº. Pirangy'.

(Câmara Cascudo, 1956), pg. 242-243:

"... à boca do rio Pirangi. Marcgrave anota três afluentes. À esquerda o Apetimbu (Pitimbu) ...

Outro nome colonial do Pitimbú era Guaramime.".

(Câmara Cascudo, 1968):

@ pg. 88:

"GRARAMIME: — Primitivo nome do Rio Pitimbu. De guará-mã-me, no bando dos guarás. Ibidídeos.".

@ pg. 116:

"PITIMBU: — Rio em Macaíba e Natal. Povoação no município de Natal. Nos antigos documentos do Séc. XVII encontra-se Putumbu, Potumbu, Potombu, Potãobu e jamais Pitimbu. Não virá, evidentemente, de petimbú, água ou nascente do fumo, tabaco, rio do fumo, e sim de potim-bu, água, nascente, rio, manadouro do camarão. As grafias anteriores mostram invariàvelmente o radical poti, camarão, e nunca petim ou piti, tabaco, fumo. O topônimo acusa alteração através de cópias ao correr dos finais do Séc. XVIII. As "datas" concedidas em 6-1-1605 e 23-7-1606 citam o POTIMBU como sendo Rio Guaramime e Rio do Guaramime, nome desaparecido.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Apetimbu". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Apetimbu. Data de acesso: 29 de março de 2020.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página