Ações

Apuâ (aldeia de índios)

De Atlas Digital da América Lusa

(Diferença entre revisões)
m (Substituindo texto ' {| . | align="center" style="background:#f4d485;"|'''''Citação deste verbete''''' |- |- | '''Autor do verbete:''' Levy Pereira '''Como citar:''' PEREIRA, Levy . "Substituir texto". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do A)
Linha 76: Linha 76:
  
  
{{citacao1}} Levy Pereira{{citacao2}} PEREIRA, Levy {{citacao3}}
+
{{Citar|nome=Levy|sobrenome=Pereira}}
 +
 
 +
{{Ref|nome=Levy|sobrenome=Pereira}}
 +
 
 +
[[Category: Coleção Levy Pereira]]

Edição de 12h11min de 7 de janeiro de 2013

Coleção Levy Pereira


Apuâ


Natureza: aldeia de índios


Mapa: PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE


Capitania: RIO GRANDE

Aldeia de índios brasilianos, na m.e. do rio 'Potiií' (Rio Potengi).


Nomes históricos: Apuá; Oppouwa; Jhapua; Zaragoa; Jaragoa; Iguapa; Iguapera


Nome atual: a aldeia está extinta.

Possivelmente localizada na localidade de Santo Antônio do Potengi - vide mapa IBGE Geocódigo 2412005 - SÃO GONÇALO DO AMARANTE - RN.

Etimologia

Termo de origem tupi.

►(Melo, 1931), pg. 179:

"APUÁ — (...). — "Apuá decompõe-se em Ã-poã, alto, que se levanta, ou se ergue". (Th. S. Ns. Ms.) — A.C.".

Esta aldeia situa-se muito próxima à aldeia "Iaragoa", menos de dois km, e possivelmente é confundida e tratada com os nomes dessa. Todavia, tinha total independência, até a fusão com a aldeia Mompabu em 1645.

A semelhança de nomes pode significar que sua população era a da aldeia "Apua" (situada no vale do "Ciaramirĩ", com sinal de abandonada no BQPPB), relocada para este local.

Nesse caso e nessas condições, ela também poderia abrigar todas a citações para "Apua", tais como ser a aldeia "A Tappĭwappĭ" no RG (IAHGP-Vingboons, 1640), etc.

Citações

►(Vainfas, 2008), pg. 72, citada como a Aldeia de Iguapa ou Iguapera pelo Pe. Manoel de Moraes, em 1635, na sua relação de aldeias de brasilianos no Rio Grande informada aos neerlandeses:

"No Rio Grande, Manoel nomeou as aldeias ... de Iguapa ou Iguapera, na outra banda do Rio Grande, sete léguas (42 quilômetros) ao norte do forte dos Reis Magos, cujo chefe era o capitão Feliciano; ...".

►Dagelijkse Notule de 8 de julho de 1637 (Dagelijkse Notulen, Volume 3, Período de 28 de janeiro a 30 de dezembro - UFPE - LIBER - Monumenta Hygina), citada como aldeia Oppouwa:

"8 de julho

Se entrou em acordo com Jan Alders de Yarmouthd, Capitão da aldeia Oppouwa, e Jacob Wouters de Eberdeen, Capitão da aldeia Tapoupe, ambas situadas na Capitania de Rio Grande, as pessoa que cortaram lenha para Noseman e D. rouf, que eles cortarão pau-brasil para nós durante o período de 7 à 8 meses.".

►Nótulo, com a Ata e as propostas da Assembléia Indígena, datadas de 30/03/1645, realizadas na Aldeia Tapisserica, com as resoluções do Supremo Conselho, apostiladas em 11/04/1645, in (Souto Maior, 1912):

Essa aldeia, nessa Assembéia, é:

- citada com as grafias: Zaragoa, Jaragoa, Jhapua, e seu capitão é Antonio Pacheco;

- autorizada a fundir-se com as aldeias denominadas Jaragoa, capitão Francisco Peypy, e Mompebu, capitão Sebastião d'Andrade;

- é jurisdicionada à Câmara do Rio Grande, que congrega as aldeias Orange (Araunu, sede), Pirari, Bopeba (Mompabu) e Jaragoa.

- relacionada como Jhapua, com representação política para a Câmara do Rio Grande, com candidatos indicados e escabinos escolhidos pelo Supremo Conselho.


Nota:

A fusão das Aldeias Jaragia, Zaragoa (Jhapua) e Mompabu - a fusão indica a concentração da população num só local, no caso, na Aldeia Mompebu, mas com independência do governo.

Há, plotadas no BQPPB, duas aldeias muito próximas, na m.e.do rio "Potiií" (Rio Potengi), a "Iaragoa" ea "Apuá", distando menos de 2 Km entre si, que podem ser as Jaragia e Zaragoa citadas. E estão sendo autorizadas a se mudarem, tornando o local onde estão erguidas "Lugar despovoado. Domicilia deserta.", todavia, suas comunidades, seus grupos, sobrevivem mantendo as identidades noutro local, onde se ergue a Aldeia Mompabu. Essa tática de concentração era uma medida de sobrevivência na agonia dessa brava nação. A Paraguassu as havia antecedido em pelo menos uma década na união com a Mompabu.






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Apuâ (aldeia de índios)". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Apu%C3%A2_(aldeia_de_%C3%ADndios). Data de acesso: 18 de setembro de 2019.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página