Ações

Capiiarĩ mirĩ

De Atlas Digital da América Lusa

(Diferença entre revisões)
(Criou página com 'Coleção Levy Pereira Capiiarĩ mirĩ Capiibarĩ mirĩ Capiibárĩmirĩ Capiĩbárĩmirĩ '''Natureza:''' rio ...')
 
m (Substituindo texto ' {| . | align="center" style="background:#f4d485;"|'''''Citação deste verbete''''' |- |- | '''Autor do verbete:''' Levy Pereira '''Como citar:''' PEREIRA, Levy . "Substituir texto". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do A)
Linha 84: Linha 84:
  
  
{{citacao1}} Levy Pereira{{citacao2}} PEREIRA, Levy {{citacao3}}
+
{{Citar|nome=Levy|sobrenome=Pereira}}
 +
 
 +
{{Ref|nome=Levy|sobrenome=Pereira}}
 +
 
 +
[[Category: Coleção Levy Pereira]]

Edição de 12h46min de 7 de janeiro de 2013

Coleção Levy Pereira


Capiiarĩ mirĩ

Capiibarĩ mirĩ

Capiibárĩmirĩ

Capiĩbárĩmirĩ


Natureza: rio

porto na barra


Mapa: PRÆFECTURÆ PARANAMBUCÆ PARS BOREALIS, una cum PRÆFECTURA de ITÂMARACÂ

PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE


Capitania: ITÂMARACÂ

Rio com porto na barra no Oceano Atlântico.


Nomes históricos: Goiana (Guaiana, Gojana, Goiane, Guayana), Capibaribe Mirim (Capiiarĩ mirĩ; Capiibárĩmirĩ; Capinarinÿ; Capiibacimiri; Capivarimirim; Capinaricu).

R. Goiana' no MBU;

Capiĩbárĩmirĩ' e 'Capiibárĩmirĩ' no mapa PE-IT (Margrave, 1648 BQPPB) PRÆFECTURÆ PARANAMBUCÆ PARS BOREALIS, una cum PRÆFECTURA de ITÂMARACÂ;

Capiiarĩ mirĩ' e 'Capiibarĩ mirĩ' no mapa PB-RG (Margrave, 1648 BQPPB) PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE.

O porto está assinalado no mapa com o algarismo 3, indicação de profundidade.

Na explanação técnica que consta no mapa BQPPB é informado que há indicações de profundidade em pés, 'pedibus', mas pelas circunstâncias, essa profundidade parece estar em braças.

Esse porto é um dos poucos que contém essa informação no BQPPB.


Nome atual:

Rio Capibaribe Mirim no alto e médio cursos;

Rio Goiana no baixo curso, a jusante da foz do rio Tracunhaem.

Há portos para pequenas embarcações nas duas margens da barra do Rio Goiana, em Acaú-PB e Carne de Vaca-PE.

Citações

►Mapa IT (Albernaz, 1612), o rio está plotado, sem nome, ao sul do 'Porto dos francezes'.

►Mapa IT (IAHGP-Vingboons, 1640) #43 CAPITANIA DE I. TAMARICA, plotado como 'R. Capinarinÿ' (Rio Capibaribe Mirim) e 'Rº. Gojana.' (Rio Goiana), próximo à sua barra no oceano.

►Mapa PB (IAHGP-Vingboons, 1640) #49 CAPITANIA DE PARAYBA, plotado como 'Rº. Gojana.' (Rio Goiana).

►Mapa Y-45 (4.VEL Y, 1642) De Cust van Brazil tusschen Ponto Pommarel ende Cabo Blancko, plotado como 'Rº goiane:' (Rio Goiana).

►Mapa IT (Orazi, 1698) PROVINCIA DI ITAMARACÁ, plotado como rio, 'Capiibarimiri' - 'R. Capinaricu', e 'R. Goiana' - 'Capiibacimiri' na barra.

►(Sousa, 1587), pg. 55:

"Deste rio ao da Abionabiajá ... . Deste rio ao da Capivarimirim são seis léguas, o qual está em altura de seis graus e meio, cuja terra é toda chã. De Capivarimirim a Itamaracá são seis léguas, e está em sete graus e 1/3.".

►(Laet, 1637), Interrogação de Bartolomeu Peres, e situação ao redor e perto de Pernambuco, tanto ao sul como ao norte, pg. 125:

"Sete léguas mais para o sul está Porto Francês, um porto. ... Duas léguas além está o Rio Goiana, seis léguas ao norte de Itamaracá; na desembocadura há uma profundidade de só 8,10 pés, mas dentro é muito profundo. Seis a sete léguas rio adentro há 3 a 4 engenhos, aonde os barcos navegam para carregar; é uma aldeia pequena sem fortaleza na cercania. Dirigindo-se lá com 4 a 5 chalupas expulsaria a todos e tomaria todos os açúcares. Refere-se à nossa própria experiência.".

►(Câmara Cascudo, 1956), pg. 186:

"A seguir é a foz do Capiibarimirim, limite com a Paraíba. O Capiibarimirim (Capibaribe-mirim) é, com o Tracunhãem, o formador do rio Goiana. Johannes de Laet, na sua História ou Anais dos Feitos da Companhia Privilegiada das Índias Ocidentais (ed. princeps, 1644, tot Leyden) já escreve Goiana. Barléu regista o Capiibarimiri, dando o Caracunhayã (Tracunhãem) como afluente. Esse Capiibarimirim tem, pela direita, os rios Mogoaiguaçu e Mogoimiri. Na barra, a ilha Tiriri, à jusante. O Garacunhayã (Tracunhãem) e os rios Guaruru, Nhundiá, Ibatatá, Ibijari desaguam antes da junção do Tracunhãem com o Capibaribe-mirim. E, pela esquerda, subindo, há o Itapoçirica (Itapecirica), Guacarí, Marupatiji e Acaiinha. O Capibaribe-mirim, antes da confluência com o Tracunhãem: recebe os afluentes Ponhangiá, Umaruba, Iuquiçipitanga, Guajuna e, pela direita, o Siriji.".

►(Coriolano de Medeiros, 1950), pg. 96:

"Goiana (Voc. ind., guá-iãi: porto do vale) — Rio do Estado de Pernambuco que, em sua foz, serve de limite entre o referido Estado e o de Paraíba.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Capiiarĩ mirĩ". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Capiiar%C4%A9_mir%C4%A9. Data de acesso: 20 de setembro de 2019.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página