Ações

Cidade da Paraíba

De Atlas Digital da América Lusa

Edição feita às 13h08min de 20 de janeiro de 2016 por Joao.pedro (disc | contribs)

(dif) ← Versão anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior → (dif)

Cidade da Paraíba

Geometria Ponto

Histórico

Denominação Início Término
Cidade de Filipéia de Nossa Senhora das Neves
Populacao > Cidade
1585 1634
Cidade de Filipéia
1585 depois de 1640
Jesuítas
1585 1808
Franciscanos
1589 1808
Beneditinos
1596 1808
Frederikstadt
Populacao > Cidade
1634 1654
Cidade da Paraíba
Populacao > Cidade
1654 1808
Capucinhos Franceses
1670 1808
Filipéia de Nossa Senhora das Neves
Governo > Cabeça de Comarca
1688 1808
por João Pedro Galvão Ramalho
Este site foi criado em uma Universidade Federal (UnB) e produz conteúdo de qualidade para todos (com a participação de diversos professores de outras instituições federais!).
Valorize esse patrimônio!
Diga não aos cortes!


A Cidade da Paraíba tem sua origem na Cidade de Filipéia de Nossa Senhora das Neves, porém a nova denominação é posterior a dominação neerlandesa daquela região. Os neerlandeses ao tomarem o controle da cidade, em 24 de dezembro de 1634, mudam o nome para Frederikstadt(Frederica), em homenagem a Majestade holandesa, Príncipe Frederico Henrique. Há uma estimativa de que no período da invasão residiam 1500 pessoas na cidade e que no local estavam situados 18 engenhos. Após os 20 anos de domínio neerlandês a cidade volta para o controle da Coroa Portuguesa, com a denominação de Cidade da Paraíba. De acordo com um censo do início do século XIX, em 1808 a cidade tinha: 3.000 moradores, cinco ermidas, uma matriz, três conventos, uma igreja misericórdia com seu hospital.[1]

Histórico

A Cidade de Filipéia de Nossa Senhora das Neves teve sua fundação iniciada, em 4 de novembro de 1585. O local foi primeiro habitado por índios Caeté, que foram expulsos pelos tabajaras. Após anos de conflito com os colonizadores, os tabajaras firmaram acordo com os portugueses, o acordo foi feito entre o chefe tabajara Pirajibe e o escrivão da Câmara de Olinda, João Tavares. Tavares permanece no local do acordo à espera do Ouvidor-Geral Martim Leitão que chegou ao local com 30 famílias, e provimentos suficientes para iniciar a fundação da cidade, a 4 de novembro de 1585. [2]

Frederikstadt foi o nome dado a Cidade de Filipéia de Nossa Senhora das Neves durante o domínio neerlandês. A denominação é uma homenagem ao Príncipe Orange, Frederico Henrique. Com o fim da ocupação holandesa passou a se chamar Cidade da Paraíba. Durou apenas os 20 anos de ocupação.


Para saber mais
Ver os verbetes: Frederick_Stadt


Referências

  1. MORAES, Ronei Marcos de. TORRES, Santos Emilia Silvia. MACIEL, Mendes Giovanni Weber. "História de João Pessoa". Disponível em: http://www.de.ufpb.br/~ronei/JoaoPessoa/histor.htm . Data de acesso: 22/01/2015.
  2. MEDEIROS, Coriolano de. Dicionário Corográfico do Estado da Paraíba, Departamento de Imprensa Nacional, Rio de Janeiro, 1950, 2ª edição, p. 120-121.



Citação deste verbete
Autor do verbete: João Pedro Galvão Ramalho
Como citar: GALVÃO RAMALHO, João Pedro. "Cidade da Paraíba". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Cidade_da_Para%C3%ADba. Data de acesso: 22 de novembro de 2019.



Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)

Informar erro nesta página