Ações

Pombal - Pará

De Atlas Digital da América Lusa

(Diferença entre revisões)
m (Maneurendeiro moveu página Vila de Pombal (Pará) para Pombal (Pará))

Edição de 11h48min de 12 de maio de 2016

por Manoel Rendeiro
Este site foi criado em uma Universidade Federal (UnB) e produz conteúdo de qualidade para todos (com a participação de diversos professores de outras instituições federais!).
Valorize esse patrimônio!
Diga não aos cortes!


A Vila de Pombal tem seu registro histórico na obra do Padre José Monteiro de Noronha durante sua viagem ao sertão do Estado do Grão-Pará e Maranhão no ano de 1768.[1]

Há também um ofício do tesoureiro geral do Comércio dos Índios para o secretário de Estado da Marinha e Ultramar, em 25/10/1768, sobre o envio dos mapas dos gêneros recolhidos na Tesouraria Geral do Comércio dos Índios e autos das suas contas entre os anos de 1762, 1763, 1765 e 1768 correspondente a diversas vilas e lugares do Estado do Pará, e dentre delas há menção a Vila de Pombal.[2]


Referências

  1. NORONHA, José Monteiro de. Roteiro de Viagem da Cidade do Pará até as Últimas Colônias do Sertão da Província (1786)/José Monteiro de Noronha; Introdução e Notas de Antonio Porro, - São Paulo : Editora Universidade de São Paulo, 2006.
  2. AHU-Pará. D.5482.



Citação deste verbete
Autor do verbete: Manoel Rendeiro
Como citar: RENDEIRO, Manoel. "Pombal - Pará". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Pombal_-_Par%C3%A1. Data de acesso: 20 de outubro de 2019.



Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)

Informar erro nesta página