Ações

Domingo 25. (Fevereiro)

De Atlas Digital da América Lusa

Edição feita às 11h24min de 29 de abril de 2014 por Tiagogil (disc | contribs)

(dif) ← Versão anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Saldanha.png






Subindo ao dito Albardão, que separa (como já repetimos) o Piray do Ybicuy, baixamos ao passo intitulado por alguns dos Hespanhoes — de Las frutas coloradas, ou de la Palma colorada — e pelos Indios Tapes Guapitanguî (1). neste galho 1.° galho com agoa corrente, e bastante, e tornando a subir a Coxilha, que vem da grande separando este 1.° galho, do 2.0 ambos do Ybicuy-guasu, sahimos em o alto e mediania della, onde existe huma grande e antiga Tuna (a) com varios Letreiros em Guarani, que já se não podem perceber, e seguindo por esta Coxilha fomos acampar na sua falda do Norte, nas Cahidas meridionaes do 2.0 galho.

Rumo geral verdadeiro

em direitura

Distancias

pelo caminho

Sudoeste 63.0 1/2 2. 1. 1, m. 2. 2. Noroeste 79.0 3. 1. o, m, 4. 3. 2, 7. Latitude observada ... . .. . . A . . 31o 51 ’ 42” 1/2 São igualmente boas as Collinas, que se percorrerão na presente Derrota.


Notas


Ficha técnica da Fonte
Autor: José de Saldanha
Data: 1786.
Referência: BN.
Acervo: Biblioteca Nacional.
Transcrição: David da Silva Carvalho e Taís Alves de Albuquerque.
link principal no BiblioAtlas: Diário resumido do Dr. José de Saldanha