Ações

Apua

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


Apua

Aldeia de índios (brasilianos) com sinal de abandonada, ao sul do rio 'Ciaramirĩ' (Rio Ceará Mirim).


Natureza: aldeia de índios com sinal de abandonada.


Mapa: PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE.


Capitania: RIO GRANDE.


Nomes históricos: Apua; Tapupe;Tapiop; Tappԑwappԑ; Tappewappe; Atape Wappe; Tapera Poape; Tapoupe; Tapeipe.


Nome atual: não é mais aldeia de índios.

Possivelmente localizada no vale do rio Ceará-Mirim, nas proximidades da localidade Massangana - vide mapa IBGE Geocódigo 2402600 - CEARÁ MIRIM - RN.

A semelhança de nomes 'Apua' e 'Apuâ' pode levar à possibilidade da que a aldeia 'Apua' do BQPPB, que está assinalada como abandonada, tenha se relocado para as proximidades da aldeia 'Iaragoa', no vale do Rio Potengi, tornando-se a aldeia 'Apuâ'.


Etimologia:

Termo de origem tupi.

(Melo, 1931), pg. 179:

"APUÁ — (...). — "Apuá decompõe-se em Ã-poã, alto, que se levanta, ou se ergue". (Th. S. Ns. Ms.) — A.C.".

Citações:

►Mapa RG (IAHGP-Vingboons, 1640) #51 CAPITANIA DE RIO GRANDE, plotada com o símbolo de aldeia, 'A Tappԑwappԑ' na m.d. do rio 'Rº Siԑra Mirin" (Rio Ceará Mirim).

►Mapa Y-51 (4.VEL Y, 1643-1649), plotada com o símbolo de aldeia, 'A tappewape:', na m.e. de um rio sem nome, que forma uma lagoa fluvial e faz barra numa baía, 'Bª ginapabo:'.

Notas:

Esse mapa plota a situação do rio Ceará Mirim. Todavia, há, mais ao norte, o rio 'Sira Mirin:', o que ambígua essa interpretação.

Assume-se como a melhor abordagem admitir que:

  • o pequeno rio fazendo barra no oceano entre o 'Rº Grande' e 'Bª ginapabo:' é o Rio Doce ou Rio da Redinha - situação de sua antiga foz, hoje limite entre o município de Natal-RN, no bairro da Redinha, e Extremoz-RN, bairro da Redinha Nova;
  • o rio ao norte da 'Bª ginapabo:', sem nome, é efetivamente o Rio Ceará Mirim;
  • houve erro ao nomear o rio 'Sira Mirin:', pois este deve ser o Rio Pratagi, imeditamente ao norte da Ponta de Pitangui;
  • deve-se descartar este rio como o Rio Maxaranguape, pois este desemboca relativamente próximo ao 'Cabo Roques:' (Cabo São Roque) - 4,3 km.

►(Dagelijkse Notulen - UFPE - LIBER - MONUMMENTA HYGINIA):

@ Dagelijkse Notule in Volume 3, Período de 28 de janeiro a 30 de dezembro de 1637, citada como aldeia Tapoupe:

"8 de julho

Se entrou em acordo com Jan Alders de Yarmouthd, Capitão da aldeia Oppouwa, e Jacob Wouters de Eberdeen, Capitão da aldeia Tapoupe, ambas situadas na Capitania de Rio Grande, as pessoa que cortaram lenha para Noseman e D. rouf, que eles cortarão pau-brasil para nós durante o período de 7 à 8 meses.".

@ Dagelijkse Notule in Volume 4, Período de 4 de janeiro a 31 de dezembro de 1638, citada como aldeia Tapeipe:

"12 de outubro

Assim foi decidido, que Jan Wouters, Capitão da aldeia Tapeipe na Capitania do Rio Grande, não se comportando devidamente em sua função, segundo as reclamações dos brasileiros, foi despedido de suas funções. E para evitar confusões que se criaram diariamente entre os brasileiros na mesma Capitania.".

(Dussen, 1640), citada como Aldeia Tapupe, indicando o nome do seu capitão holandês e sua população masculina:

@ pg. 183, definindo a função do capitão holandês:

"Além do capitão brasiliano, foi posto em cada aldeia um capitão holandês que os regem a eles e aos seus principais; a sua maior atribuição é animá-los para o trabalho e dirigi-los na melhoria das plantações e conceder-lhes permissão para trabalhar para senhores de engenho, verificando que não sejam vítimas de enganos e que o seu trabalho lhes seja pago. ".

@ pg. 184, quanto à população masculina, esclarece:

"... homens, tanto velhos quanto jovens, aptos para a guerra ou inaptos, excluídas as mulheres e crianças, as quais estão em proporção, com relação aos homens, de, no mínimo, 3 para 1. ".

@ pg.185:

"ALDEIAS NO RIO GRANDE

...

Aldeia Tapupe, Capitão Dirckmulder ... 40 homens".

(Medeiros, 1989), pg. 73-74:

"ALDEIA DE TAPERA POAPE - A data nº 104 do Rio Grande, concedida aos 12 de maio de 1607 e cujo favorecido foi Francisco Coelho, fazia referência a "mea leguoa de terra em quadra em tapera poape, nella teue roça e caza, averá quatro annos que ha deixou, he terra boa para mantimentos" (9).

ADRIANO VAN DER DUSSEN faz menção à aldeia de Tapiop, onde havia 51 homens d'armas, capitaneados por Jan Alders (5). No chamado mapa de GOLIJATH, aparece a aldeia de Tappewappe, cuja localização parece coincidir com a localidade de Massangana, no rio Ceará-Mirim (7). O já mencionado mapa de MARCGRAVE faz referência à aldeia de Apuá, sob o símbolo de "domicilia deserta"... Apuá tinha a sua localização coincidindo também com a atual Massangana.

O autor alemão JOAN NIEUHOF menciona a vila Atape Wappe, situada junto à desembocadura do rio Guasiavi, que era o desaguadouro da atual Lagoa de Estremoz (10).

...

(9) TRASLADO DO AUTO DA REPARTIÇÃO DAS TERRAS DA CAPITANIA DO RIO GRANDE, AOS 21 DIAS DO MÊS DE FEVEREIRO DE 1614, pág. 51;

(10) NIEUHOF, Joan • Memorável Viagem Marítima e Terrestre ao Brasil, p. 88; ...".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Apua". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Apua. Data de acesso: 19 de setembro de 2019.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página