Ações

Campanha da Princesa

De Atlas Digital da América Lusa

Campanha da Princesa

Geometria Ponto

Histórico

Denominação Início Término
Santo Antônio do Vale da Piedade da Campanha do Rio Verde
Populacao > Freguesia
1756 20/09/1798
Campanha da Princesa
Populacao > Vila
1798 1808
Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos - Vila de Campanha da Princesa na Comarca do Rio das Mortes
1800 1808

A Vila de Campanha da Princesa foi fundada em 1798 e permaneceu com a mesma configuração territorial até o final do período colonial. Antes de ser elevada a vila, o arraial tinha o nome de São Cipriano. Logo após a instalação do arraial o nome do local foi alterado para Campanha. Quando o arraial se tornou uma freguesia, em 1756, o nome foi novamente alterado para Santo Antônio do Vale da Piedade da Campanha do Rio Verde. De acordo com Waldemar de Almeida Barbosa[1], a descoberta do local remonta ao final do século XVII. No entanto, apenas em 1727 iniciou-se o processo de ocupação efetiva do território. Diante das denúncias de exploração de ouro clandestinamente no Sertão do Rio Verde, o ouvidor de São João del-Rei, José da Rocha, partiu para região. Ao chegar ao local, o ouvidor resolveu incentivar a ocupação da área para coibir a ação dos garimpeiros. José da Rocha abriu um caminho que ligava o Sertão do Rio Verde a São João del-Rei e ofereceu a quem fosse para a região duas datas minerais. Muitos atenderam à oferta do ouvidor e logo foi criado o Arraial de São Cipriano[2]. Em 1739, foi criada na área a freguesia de Santo Antônio do Vale da Piedade da Campanha do Rio Verde. Em 1743, a Capitania de São Paulo nomeou Bartolomeu Correia Bueno como guarda-mor da região a fim de anexar a área ao seu território. Para não perder a região, os oficiais camarários de São João del-Rei transladaram as atividades da câmara para Campanha do Rio Verde. Em 1748 a contenda foi resolvida pelo Estado português e a área permaneceu sob a jurisdição da Capitania das Minas Gerais[3]. Na década de 1790, os moradores do arraial solicitaram à Coroa a criação de uma vila na região. Apesar dos apelos contrários da Câmara de São João del-Rei, o Estado Português elevou o arraial a Vila de Campanha da Princesa em 1798[4].


Palavras-Chave: Campanha, São João del-Rei, Sertão do Rio Verde, Vila de Campanha da Princesa, São Cipriano, Santo Antônio do Vale da Piedade da Campanha do Rio Verde.


Referências

  1. BARBOSA, Waldemar de Almeida. Dicionário histórico e geográfico de Minas Gerais. 2. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 1995, p.70-71.
  2. BARBOSA, Waldemar de Almeida. Dicionário histórico e geográfico de Minas Gerais. 2. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 1995, p.70-71.
  3. BARBOSA, Waldemar de Almeida. Dicionário histórico e geográfico de Minas Gerais. 2. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 1995, p.70-71.
  4. BARBOSA, Waldemar de Almeida. Dicionário histórico e geográfico de Minas Gerais. 2. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 1995, p.70-71.



Citação deste verbete
Autor do verbete: Mariana Barcelos
Como citar: BARCELOS, Mariana. "Campanha da Princesa". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Campanha_da_Princesa. Data de acesso: 15 de dezembro de 2018.



Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)

Informar erro nesta página