Ações

Paranaguá

De Atlas Digital da América Lusa

Paranaguá

Geometria

A vila de Paranaguá foi fundada em 1648 por Leodoro Ebano Pereira, General da armada das canoas de guerra da costa do mar até o Rio de Janeiro, com seu filho Tibaldo Pereira e Sebastião de Azeredo [1].

Pais Leme conta que esta vila tinha antigas minas de ouro de lavagem e que já em 28 de novembro de 1651 houve ordens do rei D. Joaõ IV ao Dr. Luís Salema de Carvalho, desembargador da Relação da Bahia, para examinar as minas descobertas pelo Capitão Leodoro Ebano Pereira. Taques informa ainda que na vila de Paranaguá houve casa da real oficina, onde se pagavam os quintos de ouro e tinha um provedor. Segundo informações de Pedro Taques, a vila de Paranaguá virou cabeça de comarca separada de São Paulo por ordem régia de 17 de junho de 1723, nesta mesma época foi criada a ouvidoria na pessoa de Dr. Antônio Álvares Lanhas Peixoto [2].

De acordo com Benedito Calixto, em meados do século XVII, houve a criação da Capitania de Paranaguá [3]

Segundo as Notícias do Bispado do Rio de Janeiro, de 1687, a vila contava com 168 fogos com 470 pessoas de comunhão [4].


Referências

  1. LEME, Pedro Taques de Almeida Paes. História da Capitania de São Vicente. Brasília: Senado Federal, 2014. p.125
  2. LEME, Pedro Taques de Almeida Paes. História da Capitania de São Vicente. Brasília: Senado Federal, 2014. p.125
  3. CALIXTO, Benedicto. A Capitania de Itanhaém. Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, v. 20. 1915.
  4. Notícias do Bispado do Rio de Janeiro



Citação deste verbete
Autor do verbete: Lana Sato
Como citar: SATO, Lana. "Paranaguá". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Paranagu%C3%A1. Data de acesso: 16 de dezembro de 2018.



Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)

Informar erro nesta página