Ações

Pedra fuzada

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


Pedra fuzada

Pontal ao sul da barra do 'Guaramama' (Rio Gramame).


Natureza: pontal ou cabo.


Mapa: PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE.


Capitania: PARAIBA.


Nomes históricos: Pedra fuzada; Pe∂ra ƒora∂a (Pedra Furada), Ponta da Pedra Furada (Ponta ∂o prԐ∂ra fura∂a'; 'P. ∂o prԐ∂ra fura∂a'.).


Nome atual: Pedra do Amor.


Notas:

Nesse pontal há uma formação rochosa junto à praia, assemelhada a uma parede ou muro.

Essa parede de pedra tem um furo, formando um arco, dando-lhe a aparência de uma ponte, e está nas falésia da Praia de Jacumã, município de Jacumã-PB.

Citações:

►Mapa (BRASILIA PARS) CAERTE Van∂Ԑ Cust Van BRASŸL ßԐginԐn∂Ԑ van R. ƒԐrmoso Ԑn∂ Ԑin∂icht aԐn Cabo Roia, G.V.S. (Geleyns van Stapel), 1632, plotada, 'Pe∂ra ƒora∂a.', ao sul do 'C. blanio.' (Cabo Branco).

(Laet, 1637), "Paraíba", pelo piloto Jan Pietersz Geus, pg. 220:

"Ponta da Pedra Furada: nesse lugar desemboca um rio com um recife em frente da embocadura, e se estende até a margem a sul dele, e é possível entrar nele com barcos e chalupas; os grandes navios não podem. É um rio largo, que fica a 7 graus e 24 minutos. A norte há mais um recife, que se estende até a ponta do norte da embocadura do rio, e tem uma légua de extensão. E não é possível entrar pelo norte na pequena meia légua da terra; a profundidade é de 7, 8, 9 pés. Mas a partir do sul pode-se entrar, desde que não se aproximem demais do recife: a meio caminho entre a margem sul e o recife há profundidade de 5, 6 e até de 7 braçadas. Entre estes dois recifes pode-se ancorar sobre 3 a 3 1/2 braçadas, e 4 1/2 de bom surgidouro limpo.".

  • Notas:

1) No documento original, 'Ponta ∂o prԐ∂ra fura∂a' e 'P. ∂o prԐ∂ra fura∂a'.

2) O rio citado é o 'Guaramama' (Rio Gramame).

(Câmara Cascudo, 1956), pg. 218:

"Do Itatendioba (Tamatauba) para o norte, estão Acaricri, Paratyi (Paratibe), Mucatu, Pedra Furada, onde deságuam o Quiryi (Quiriri), o breve Acaropeba, (Acarapeba, Carapeba) e a foz do Guaramama (Gramame) que, depois de ligeiro curso sinuoso, inflete para a esquerda, desaparecendo.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Pedra fuzada". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/Pedra_fuzada. Data de acesso: 21 de outubro de 2020.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página