Bertha Lutz - temas

Anything in here will be replaced on browsers that support the canvas element

O ultrafeminismo do jornalista Heitor Lima. Bertha Lutz evita falar em divórcio!

O jornalista Heitor Lima escrevia regularmente no jornal Correio da Manhã, importante periódico da cidade do Rio de Janeiro. Nessa e em outras colunas, Lima defende o divórcio como a solução para a violência contra a mulher e a tirania dos maridos. Faz duras críticas a Bertha Lutz: seu pensamento é confuso e impreciso, não ataca as questões principais que afligem as mulheres e mantém perigosa aliança com a Igreja católica.
Não sem razão, haveremos de concordar que a desigualdade de poder entre maridos e esposas trazia consequências terríveis para a vida das mulheres. As feministas da FBPF tinha consciência disso, mas a palavra divórcio não era pronunciada nas reuniões e congressos feministas, menos por falta de convicção e mais por temor de retaliação da Igreja.
Para ler a reportagem, basta clicar duas vezes na imagem.

Correio da Manhã, 2/8/1933.  Origem: Hemeroteca digital brasileira.

Correio da Manhã, 2/8/1933.
Origem: Hemeroteca digital brasileira.

Realização:
unb


Apoio:
cnpq