Ações

Pª de Albaroen

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira

Pª de Albaroen

Ponta entre 'B. Itiobova' (Baía de Icapui) e 'R. Scorgoriba' (Rio Jaguaribe).


Natureza: ponta.


Mapa: MARITIMA BRASILIÆ UNIVERSÆ.


Capitania: Siara, sem nome no MBU.


Nomes históricos: Pª de Albaroen; Pa. de Abaroen; ponto abaron; Pº ∂e Abaron; Pº ∂e Abaroen; Porto de Abaroen; Awaranne; habaraina; Abaraná; AGuebarana; P. da Jaberana.


Nomes atuais: Ponta Grossa ou Ponta de Ubarana.


● Há porto na Enseada do Retiro, ou Retiro Grande, enseada formada por essa ponta, no lado oeste.

Citações:

►Mapa RG-N (Albernaz, 1626/1627), plotada, 'habaraina', entre 'R: hugberanduba' (Rio Mossoró) e 'Pº das onças' (porto no Retiro Grande, na Enseada do Retiro, Aracati-CE).


►Mapa CE (IAHGP-Vingboons, 1640) #53 CAPITANIA DO ZIERA, plotada, 'Pa. de Abaroen', entre'ß. Itiobova' (Baía de Icapui) e 'Rº: ScorgoribԐ:' (Rio Jaguaribe).


►Mapa Y-57 (4.VEL Y, 1643-1649) De Cust van Brazil tusschen de Bay Caysay en ponto abaron, citada no título e plotada, 'Pº ∂e Abaron:', a oeste de 'openema:' (Rio Mossoró).


►Mapa Y-59 (4.VEL Y, 1643-1649) De Cust van Brazil tusschen ponto abaron en Rio Syara, citada no título e plotada, 'Pº ∂e Abaroen:', a leste de 'Rº: Schopgariba:' (Rio Jaguaribe).


►Mapa CE-RG (Orazi, 1698) PROVINCIE DI SEARÁ E RIO GRANDE, plotado, 'Porto de Abaroen', entre 'B. Itiobú' (Baia de Icapui) e 'R. Scorgoribe' (Rio Jaguaribe).


►Mapa Geographico da Capitania do Seará, Marianno Gregório do Amaral, 1800), plotada, AGuebarana'.


►(CARTA DA CAPITANIA DO CEARÁ LEVANTADA POR ORDEM DO GOVERNADOR MANOEL IGNACIO DE SAMPAIO, Por seu Ajudante de Ordens Antonio Joze da Silva Paulete - 1818), plotada, 'P. da Jaberana'.


(Sousa, 1587), CAPÍTULO VIII - Em que se declara a costa do rio de Jagoarive até o cabo de São Roque, pg. 49, cita a 'baía dos Arrecifes':

"Do rio Jagoarive de que se trata acima até a baía dos Arrecifes são oito léguas, a qual demora em altura de três graus. Nesta baía se descobrem de baixa-mar muitas fontes de água doce muito boa, onde bebem os peixes-bois, de que aí há muitos, que se matam arpoando-os assim o gentio potiguar, que aqui vinha, como os caravelões da costa, que por aqui passam desgarrados, onde acham bom surgidouro e abrigada.

Desta baía ao rio S. Miguel são sete léguas.".


(Moreno, 1615), pg. 47, cita o 'porto da Ubaraná':

"E assim, sem eles, com vento rijo foram correndo a costa, para entrarem no porto da Ubaraná. Mas tanto que se chegaram bem à costa, houveram vista dos ditos navios, não sem algum rumor de armas, até se assegurarem uns dos outros, por ser aquela costa muito continuada de *cossairos. Desta separação dos navios teve a culpa o piloto-mor, que, sem advertir aos demais, quis dar resguardo à restinga de Guamaré, que está 30 léguas do Rio Grande, donde se acabam os *parcéis de São Roque, a qual bota ao mar duas léguas. Este dia, por esperar uns por outros, não houve tempo para se tomar a Ubaraná, e assim, passando avante com boa vigia, foram até o amanhecer pelo noroeste, até que no quarto da *antealva, indo todos com o prumo na mão, muito vento, e grande escuro, se acharam em três braças, pelo que foi necessário guinar duas horas ao norte, até que se acharam em sete braças, fazendo conta ser este o *parcel de Jaguaribé, que bota ao mar duas léguas e meia, que tanto podiam vir naquele tempo desviados da terra.".

  • Nota: A frota da Jornada do Maranhão, no dia 6/9/1614, navegava de leste para oeste - 'Ubaraná' é o porto do Retiro Grande-CE, na enseada oeste da Ponta de Ubarana, ou Ponta Grossa, a 'Pa. de Albaroen' no MBU. O 'parcel Jaguaribe' fica ao largo da barra do Rio Jaguaribe, 'R. Scorgoriba' no MBU.


(Laet, 1637), Descrição da costa do noroeste de Brasil entre Pernambuco e Rio Camocipe, do Relatório dos brasilianos, pg. 142, cita-o como Awaranne:

"Meia légua além, está o rio Wypanem; nestes dois não vive gente.

Seis léguas ou um dia de viagem além: Awaranne.

Seis léguas além, está o rio Jaguari (3), com pouca água fresca.

...

(3) No manuscrito: Yuguarich.".


(Prevost, 1757), pg. 242, citada como a 'Baie d'Ubarana':

"Ils ajoutent que Punta do mel se nomme Cucaratuba parmi les Indiens; qu'à deux lieues de Guararahu, sort la Riviere d'Uquiaguara, & huit lieues plus loin celle de Hupanema; que la Côte recommence, ici à s'abbaisser, jusqu'à certaines Collines rougeâtres, suivies de la Baie d'Ubarana, d'où ils comptent huit lieues jusqu'à Jaguaribé, situé par les 4 degrés.".


(Castello Branco, 1951), pg. 134:

"Soares fala em baia dos Arrecifos com bom surgidouro e abrigada, pelo que Pompeu Sobrinho a identifica como sendo a enseada do Retiro. Porém, esta, apesar de mais espaçosa e funda não tem os arrecifes que se encontram na de Tremembé, mais ao sul.

Esta se acha situada na correspondência da serra do Apodi, parecendo ser um dos últimos contrafortes na orla marítima, como é o morro do Tibau mais ao leste. As distâncias também não combinam. Do Jaguaribe a Retiro são 6 léguas e a de Tremembé 11, não se acomodando bem a nenhuma das duas, porém, o nome caracteriza melhor a segunda, dando Soares um total de 15 léguas até o rio São Miguel, o que muito se aproxima da verdadeira.".

Notas:

Salvo melhor juízo, concorda-se com a Pompeu Sobrinho, que 'baia dos Arrecifos' é a enseada do Retiro, a oeste da 'Pª de Albaroen'.

Castello Branco, no artigo acima citado, informava, à pg.133:

"Pompeu Sobrinho que faz umas apreciações bem judiciosas sobre o Roteiro, uma de suas partes, mostrando os erros na localização dos lugares e confusão de nomes, alem de latitudes irregulares, conclui que o grande cronista baseou-se mais em informações de navegantes peritos em marinhagem e singraduras do que propriamente em cosmografia. (Proto-História do Ceará.)".

Ainda que Castello Branco tenha afirmado que Retiro, "apesar de mais espaçosa e funda não tem os arrecifes que se encontram na de Tremembé, mais ao sul", o mapa IBGE Geocódigo 2305357 Icapuí-CE assinala 'recifes' na ponta e na entrada do porto, ao fundo da enseada. Este mapa esta disponível em

ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas_estatisticos/censo_2010/mapa_municipal_estatistico/ce/icapui_v2.pdf

acesso em 18/08/2015.

O mapa RG-N (Albernaz, 1626/1627) plota 'Arrecifes' entre 'Pº das onças' e a barra do 'R: de S: lourenço' (Rio Jaguaribe), o que deve ter denominado a 'baía dos Arrecifes'. Nota-se que há um grande recife de coral orientado norte-sul, ao largo do povoado Lagoa do Mato, entre as praias de Majorlândia e do Retirinho - e esse deve ser o 'Arrecifes' nesse mapa de Albernaz.

Esse recife de coral pode ser visto no mapa IBGE Geocódigo 2301109 Aracati-CE disponível em

ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas_estatisticos/censo_2010/mapa_municipal_estatistico/ce/aracati_v2.pdf

acesso em 18/08/2015.






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "Pª de Albaroen". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/P%C2%AA_de_Albaroen. Data de acesso: 17 de setembro de 2019.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página