Ações

F. Gyseling

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


[F. Gyseling]

Forte na 'I. Walcheren' e ao sul do 'Cabo ᵭ S. Ago∫tinho'.


Natureza: fortaleza.


Mapa: PRÆFECTURÆ PARANAMBUCÆ PARS BOREALIS, una cum PRÆFECTURA de ITÂMARACÂ.


Capitania: PARANAMBVCA.


Nome atual: este forte está destruído e situa-se na ilhota ao norte do Porto de Suape, Cabo de Santo Agostinho-PE.


Nomes históricos: F. Gyseling; Fort Gyseling; Castrum Giselini; forte Ghijselin; Gysselingh.

O nome do forte homenageia Johan Gysselingh, membro do Conselho Político, entre janeiro de 1633 e 1 de setembro de 1634.

Citações:

►Mapa PE-C (IAHGP-Vingboons, 1640) #40 CAPITANIA DE PHARNAMBOCQVE, plotado com o símbolo, sem nome, na 'I. WalchԐrԐn'.

►Mapa (Laet, 1644), Afbeeldinghe van de CABO St AVGVSTIN ende Forten, 'F. Gyseling' ('Fort Gyseling'), desenhado na ilhota ao norte da 'EYLANT WALCHEREN' ('Ԑilan∂ Walcheren').

(Barléu, 1647), prancha #36, 'CAP S. AUGVSTINI', mapa da área, 'Castrum Giselini', desenhado na ilhota ao norte da ilha sem nome e parcialmente desenhada, reconhecivel como a Ilha Walcheren.

►Mapa PE (Orazi, 1698) PROVINCIA DI PERNAMBVCO, plotada, sem nome, na ilha sem nome ao sul do 'Cabo ᵭS. Agostinno'.

(Nassau-Siegen; Dussen; Keullen - 1638), pg. 115-116:

"O forte Ghijselin, que fica defronte, sobre uma ilha, tem sido também de tal modo minado pelo mar que, apesar das fortes sapatas que existem diante dele, e têm sido sempre renovadas, a bateria e toda a frente caíram. Como, depois da conquista de todo o Cabo, não tínhamos mais necessidade deste forte, e somente servia para ser inutilmente guarnecido e trazer gente ociosa, resolvemos por último esbulhá-lo de tudo e deixar que o mar o consumisse a sua vontade.".

(Pereira da Costa, 1951), Volume 2, Ano 1631, pg. 566:

"Em março de 1634 atacam de novo o posto, também sem resultado, mas apoderam-se de 1.300 caixas de açúcar e grande quantidade de pau-brasil, que acharam embarcados em quinze pequenos navios que estavam fundeados no porto, e dos quais se apossaram. Os moradores por sua vez, vendo que não podiam resistir ao inimigo, incendiaram os depósitos de açúcar e fazendas situados na povoação, para não lhes cair nas mãos. Fortificaram-se então os holandeses no Pontal, e o mesmo fizeram na Ilha do Borges, que ficava da parte oposta, à qual puseram o nome de Walcheren, chamando Gysselingh ao pequeno forte que ali levantaram.".






Citação deste verbete
Autor do verbete: Levy Pereira
Como citar: PEREIRA, Levy. "F. Gyseling". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/F._Gyseling. Data de acesso: 11 de dezembro de 2019.


Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)



Informar erro nesta página