Ações

A CAPITANIA DE ITÂMARACÂ

De Atlas Digital da América Lusa

Coleção Levy Pereira


A CAPITANIA DE ITÂMARACÂ

'Capitania de I. Tamaraca' no MBU.

Capitania situada entre 'A CAPITANIA DE PARANAMBUCA' e 'A CAPITANIA DE PARAIBA'.


Natureza: capitania.


Mapas:

PRÆFECTURÆ PARANAMBUCÆ PARS BOREALIS, una cum PRÆFECTURA de ITÂMARACÂ

PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE


Capitania: ITÂMARACÂ


Nomes históricos: A CAPITANIA DE ITÂMARACÂ; Capitania de I. Tamaraca; PRÆFECTURA de ITÂMARACÂ.


Nome atual: seu território colonizado até o século XVII está repartido entre os atuais Estados de Pernambuco e Paraíba, os quais limitam-se, no litoral, pela foz do Rio Goiana.

Nota:

Esta Capitania de donatário foi estabelecida em 1 de setembro de 1534, todavia, face a percalços com sua colonização, em torno de 1574 o Rei de Portugal resolveu reverte-la para a Coroa e repartir seu território, com a parte ao norte do rio Taperobus ('Cupéçúra' e 'Ipopóca' no BQPPB) sendo destinada à então criada Capitania da Paraíba. A parte sul, que se limita com a Capitania de Pernambuco, manteve a denominação de Capitania de Itamaracá, possivelmente em razão do processo judicial contra esse ato da Coroa impetrado pelos herdeiros do donatário.

Diogo de Campos (Moreno, 1612) ainda a denominava ',ITAMARACÁ Capitania, DE ,Donatario,'.

Essa situação não estava resolvida quando da invasão neerladesa em 1630 e da consequente tomada dessa Capitania em 1633 pelas tropas do General Sigismundo von Schkoppe, pois os neerlandeses a mantiveram, conforme observamos no BQPPB e em todos os documentos que se referem direta ou indiretamente à divisão política do Brasil Neerlandês.

Plotada nos mapas (situação durante o domínio neerlandês):

♦ BQPPB - 'BRASILIA QUA PARTE PARET BELGIS', mapa mural, plotada como 'A CAPITANIA DE ITÂMARACÂ', entre 'A CAPITANIA DE PARANAMBVCA' e 'A CAPITANIA DE PARAIBA'.

♦ MBU - 'MARITIMA BRASILIÆ UNIVERSÆ', plotada como 'Capitania de I. Tamaraca', entre a 'Capitania de Parananbuco.', e a 'Capitania de Paraiba'.

♦ PE-IT - 'PRÆFECTURÆ PARANAMBUCÆ PARS BOREALIS, una cum PRÆFECTURA de ITÂMARACÂ', plotada como 'A CAPITANIA DE ITÂMARACÂ', limitada pelas duas linhas 'Os marcos':

 sul: 'Zuyder gadt' (Canal de Santa Cruz) e a linha 'Os marcos', orientada no sentido leste-oeste, com o marco na m.d. da barra do Rio Igarassu;

 norte: a linha 'Os marcos', orientada no sentido leste-oeste, o marco ou padraõ leste na barra do 'Capiiarĩ mirĩ' ou 'Capiĩbári' (foz do Rio Goiana) e o marco oeste na margem norte do Rio Cupissura.

• PB-RG - 'PRÆFECTURÆ DE PARAIBA, ET RIO GRANDE', plotada parcialmente, uma faixa estreita paralela à linha 'Os marcos' ao norte.


Citações:

(Moreno, 1612), pg. 67:

",ITAMARACÁ Capitania, DE ,Donatario,

Esta capitania parte com Pernambuco pello sul com Igarassu Rio, e pello norte com taperobu Rio. Junto a guaiana donde começa a Praiba, tem sua povoação na Ilha donde toma o nome em q' os fundadores situavaõ por se Valer contra o gentio e cossairos, e assy elegeraõ sitio mais conveniente a se defender, q' a se amplear porq' em Respeito da muito roim barra, e dos difficultosos pacos da terra firme a ilha nũnca a povoaçaõ cresceo cousa consideravel, nem passou de trinta vizinhos, sendo o seu pedaço de terra o melhor de toda a costa; e mais fertil pra tudo, tendo nas duas Varzeas a de guaiana, e a de Areripe des engenhos, que fazem muito, e muy fino asucar; e assy mais todo o pao fino q' se tem cortado da banda do norte do cabo de sancto Aguostinho hé desta capitania,

Tem em seu districto as serras de Tejucopapo nomeadas por serem de consideraçaõ nas agoas, e terras, e madeiras q' se tem, e comodos para mais fazendas,

Tem muitos moradores ricos, q' viuẽ por suas fazendas, dos quaes em quatro companhias de ordenança se juntaõ nos alardes, e Reabtes duzentos e cincoenta homẽs de pé Arcabuzeiros; e Vinte de cavalo, ficando os mais á guarda de suas fazendas,

Esta capitania tem tanta vizinhança com Pernambuco q' maes parece aldea sua que Villa ou Jurdicaõ aparte, e assy sempre as cousas desta pouaçaõ em barcos, se levaraõ ao Recife, e aly se carregaraõ para o Reino, pello que de sua parte o pouco districto de costa, de outra a falta de comercio de navios fes q' a pouaçaõ da dita ilha naõ crescesce antes, sendo hua ves saqueada de franceses acabou de perder o credito, e continuacaõ das casas. Para o norte da dita Ilha se Ve na carta fol ... tem hũ porto de tras dos Recifes que hé capas de grandes naos, a q' chamaõ Porto de franceses, na terra do qual feita hua pouaçaõ sra de grande effeito para a guarda do dito Porto, como tambem para os moradores lhe poderem acaualo, e a pé acudir a todas as oras, sem tantos barcos, passages e desgarros como tem para acodir a Ilha, e alem deste beneficio mayor de todos hé, q' sendo a Capitania de Sua Magestade, como hoje vemos q' está de posse póde fazerse toda Sua com Praíba q' hé do dito senor e fica sua governaçaõ de sustancia; e podem com o trato de ambas Sto. no cabedello, porto mais capas, e mais forte, e mais conhecido aumentar a cidade de Philipea, de modo que seja outra columna da banda do norte como Pernambuco, na qual ficará bem por ser de sua Magde. a superintendencia da banda do cabo de Sancto Agostinho, a qual hé bem q' tenha a rezão de guerra, hú daquelles capitaẽs móres para os açidentes que podem offerecerse naquella costa na qual cada hũ em seu districto qurerá ser cabecados q' vierem ao socorro de sua casa, e será parte esta imaginaçaõ para q' naõ socorrendose com ordem se percaõ todos,

Dioguo botelho sendo governador, quando se quis partir apara a bahia deixou Alexandre de Moura por superintendente das capitanias do norte em Rezaõ do merecimento de sua pesoa e de ser capitaõ provido por sua Magde. ainda q' de Capitania de Donatario; e isto durou até q' foi o dito senõr servido fazer a francisco coelho de carvalho capitaõ da Praiba superintendente de Itamaracá; e se acabou esta ordem com o governo do ditto francisco coelho o anno de 612,

...

Tem esta capitania em seu districto cinco aldeas de Indios da terra as mais copiosas de gente, e de mais importancia de toda a costa, por q' hua chamada do bemasú (?) tem mais de cinquo mil frecheiros, todas estaõsem capitães a carguo de padres da companhia, e fazem o possivel pellos desuiar da gente branca,

...".


(Pereira da Costa, 1951), Volume 1, Ano 1534, definindo seus limites iniciais, pg. 164-165:

«SETEMBRO 1 — Carta de doação passada em Évora por el-rei D. João III, em favor de Pero Lopes de Sousa, pela qual se lhe fez mercê de oitenta léguas de terra na costa do Brasil, sendo quarenta, a começar de doze léguas ao sul da Ilha de Cananéia e terminando na terra de Santana; e dez do rio de Curpacé ao de São Vicente;— "e as trinta léguas que falecem, começarão no rio que cerca em redondo a ilha de Itamaracá, ao qual rio eu ora pus o nome de Rio de Santa Cruz e acabarão na Baía da Traição, que está em altura de seis graus; e isto com tal declaração, que a cinqüenta passos da feitoria, que de princípio fez Cristóvão Jaques pelo rio a dentro ao longo da praia, se porá um padrão de minhas armas; e do dito padrão se lançará uma linha, que cortarão a Leste pela terra firme a dentro, e a terra da dita linha para o Norte será do dito Pedro Lopes; e do dito padrão pelo rio abaixo, para a barra e mar ficará assim mesmo com ele dito Pero Lopes a metade do braço do rio Santa Cruz da banda do Norte, e será sua a dita Ilha de Itamaracá e toda mais parte do dito rio da Santa Cruz, que vai ao Norte".».


Citação deste verbete

Autor do verbete: Levy Pereira

Como citar:PEREIRA, Levy. "A CAPITANIA DE ITÂMARACÂ". In: BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Disponível em: http://lhs.unb.br/atlas/A_CAPITANIA_DE_IT%C3%82MARAC%C3%82. Data de acesso: 22 de abril de 2019.



Baixe a referência bibliográfica deste verbete usando

BiblioAtlas recomenda o ZOTERO

(clique aqui para saber mais)