Ações

Tratado do modo o mais facil, e o mais exacto de fazer as cartas geograficas

De Atlas Digital da América Lusa

Capa da Primeira Edição - Fonte: Biblioteca Nacional/PT

Abertura

Proêmio

Licenças

Modo de fazer as cartas geográficas, e tirar as plantas

Capitulo I - Do Petipé, e das mais coisas necessárias para fazer as Plantas, ou Cartas Geográficas

Capitulo II - Do Semicírculo, ou Circulo dimensório, e do seu uso para tirar plantas, ou Cartas

PROBLEMA I - Fazer sobre o terreno um ângulo de qualquer numero de graus
PROBLEMA II - Continuar uma linha reta sobre o terreno
PROBLEMA III - Medir um ângulo inacessível com o Circulo, ou Semicírculo
PROBLEMA IV - Sabida a distancia entre dois pontos, ou dois lugares sobre a terra, achar um terceiro ponto sem o medir
PROBLEMA V - Medir a distancia entre dois pontos inacessíveis
PROBLEMA VI - Medir a altura de uma Torre, a que se não pode subir
PROBLEMA VII - Medir uma altura inclinada ao horizonte
PROBLEMA VIII - Medir uma altura a plumo sobre um monte
PROBLEMA IX - Medir as posições de um terreno proposto

Capitulo III - Do instrumento chamado Prancheta

Primeiro modo de Prancheta Simples
Segundo modo de Prancheta Simples

Capitulo IV - Da Prancheta circular moderna

Capitulo V - Da Bussola, ou Agulha de marcar

PROBLEMA I - Tomar os ângulos das Fortificações, ou qualquer outros com a Bussola
PROBLEMA II - Tirar as posições de um terreno com a Bussola
PROBLEMA III - Transferir ao papel as posições de uma Carta feita com a Bussola
PROBLEMA IV - Tirar com a Bussola as voltas, cotovelos, e irregularidades de uma ribeira
PROBLEMA V - Transferir ao papel o curso de uma ribeira, de um caminho e etc

Capitulo VI - Do modo com que se deve dar principio a carta Geográfica de uma Província, ou Bispado

PROBLEMA - Descrever sobre o terreno uma linha meridiana, ou linha do Norte, e Sul

Capitulo VII - Do modo de fazer as plantas sem instrumentos

PROBLEMA I - Tomar o ângulo de um Baluarte, ou edifício sem instrumento
PROBLEMA II - Tirar a planta de uma figura irregular
PROBLEMA III - Tirar a planta de uma figura, ou edifício, em que se não pode entrar dentro para lançar diagonais
PROBLEMA IV - Tirar sem instrumento as plantas dos lagos, matos fechados, e outros terrenos semelhantes
PROBLEMA V - Tirar a planta de um lugar com suas casas, ruas e edifícios
PROBLEMA VI - Tirar a planta de uma praça fortificada por alinhamentos, ângulos e diagonais

Capitulo VIII - Das cautelas, com que se devem tirar as plantas das Praças, e país inimigo

PROBLEMA I - Medir sem instrumento a distancia entre os dois ângulos flanqueados de uma Praça inimiga, ou qualquer outra distancia inacessível
PROBLEMA II - Medir sem instrumento a largura de um rio
PROBLEMA III - Medir a largura de um Rio por meio de dois paus desiguais
PROBLEMA IV - Medir a distancia de um Rio, ou lagoa, ou qualquer outra semelhante sem instrumento
PROBLEMA V - Saber a altura das muralhas de uma Praça sem as medir
PROBLEMA VI - Saber a altura de qualquer corpo por meio da sua sombra

Capitulo IX - Do modo com que se hão de tirar as Cartas dos portos, e costas marítimas

Apendix - Do modo de tirar as figuras das praças, edifícios, ou de outros qualquer objetos em planta para o borrador, ou em perspectiva

PROBLEMA I - Desenhar uma perspectivas pela quadricula
PROBLEMA II - Tirar uma perspectiva a olho, e sem quadricula
Receita da aguada de Rios